.




Foto: Divulgação
                                                          
.
.

Jovem natural de Itatira publica artigo em revista cientifica de São Paulo


Quarta-feira, 15 de junho de 2016    Atualização: 04:38

Ao longo dos anos a concorrência entre empresas em Itatira tem crescido associada a um mercado empresarial que vem passando por diversas mudanças. A pesquisadora Maria Jaqueline Ribeiro Pinto Silva acredita que as empresas de Itatira precisam atender de forma satisfatória as expectativas desses clientes que se tornam cada vez mais exigentes. A pesquisadora mora em São Paulo há sete anos, mas é natural de Itatira.
.
. .
. .
. .

Hoje a itatirense é graduada em Administração pelo Centro Universitário de Arara e pós-graduada pela Fundação Getulio Vargas de Rio Claro, com o título de especialista. A itatirense publicou um artigo numa revista cientifica de São Paulo sobre o assunto, onde observa que a postura dos clientes está mudando em relação aos produtos e serviços colocados no mercado.

Ela desenvolveu o artigo após conclusão do TCC da graduação, a convite do coordenador do curso de Administração e tirou nota máxima na parte oral e no conteúdo apresentado à banca. Jaqueline cita que um exemplo implantado por empresas para equilibrar a qualidade dos produtos - e que poderia ser utilizado também em Itatira, é o 5S. Trata-se de uma ferramenta que surgiu no Japão após a Segunda Guerra Mundial. Nesse momento o país estava com grandes problemas decorrentes da guerra. Havia dificuldade financeira em que não poderia haver desperdícios.

Daí surgiu um programa constituído de cinco palavras japonesas: seiri, seiton, seiso, seiketsu e shitsuke. Na tradução para a língua portuguesa consta: utilização, arrumação, limpeza, saúde e higiene, e disciplina. “Quando se fala em 5S, que é o Senso de utilização, Senso de Arrumação, Senso de limpeza, Senso de saúde e higiene, Senso de disciplina, logo a maioria das pessoas pesam em arrumar e limpar o ambiente", diz.

"Mas vai muito além disso, está relacionado com a motivação das pessoas, com a qualidade dos produtos e serviços e com as finanças da empresa”, diz a profissional. Ela afirma que o programa seria uma boa solução para diferenciar empresas e aumentar a lucratividade no município de Itatira. “O 5S é uma ferramenta que se encaixa neste contexto. Veio para o Brasil e foi adaptada a realidade de nossas empresas, contribuindo de forma positiva para o crescimento e excelência da qualidade como veremos adiante”, diz Jaqueline Ribeiro.

“Tendo como base esta filosofia, o país conseguiu superar problemas, alcançando qualidade e produtividade. Ficando preparado para a implantação de outras ferramentas da qualidade”, diz a pesquisadora. Jaqueline acredita que as empresas de Itatira podem aplicar o 5S para obterem sucesso e melhorar o retorno financeiro. “Todas as empresas podem aderir aos 5S, incluindo aquelas do município de Itatira. Qualquer empresa seja ela de pequeno, até as de grande porte", diz.

"Esta ferramenta da qualidade é importantíssima para as empresas, chegando a ser estratégica”, diz a pesquisadora. Jaqueline explica que para tornar a empresa um grande sucesso em Itatira o diferencial são as pessoas que compõem o empreendimento. “O diferencial das empresas está nas pessoas, ou seja, são os colaboradores que estão na linha de frente com o cliente e que irão passar uma imagem positiva ou negativa da empresa. Por isso é importante investir em treinamento. E deve-se investir também na qualidade dos produtos e serviços a serem ofertados em Itatira”, diz a profissional.

Para Jaqueline os investidores de Itatira precisam ficar atentos para a necessidade de sobrevivência da empresa. “Estes são uns dos principais motivos que garantem a fidelidade do cliente. Porém é preciso que o administrador tenha conhecimento do negócio e um bom controle financeiro para garantir a sobrevivência e crescimento da empresa em municípios como Itatira”, diz.

Para a pesquisadora itatirense, a concorrência entre as empresas em Itatira cresceu no decorrer dos anos, e a busca por qualidade em produtos e serviços também aumentou. “Sabemos que não é fácil implantar e manter um programa de qualidade, pois a vinda de algo novo para a organização pode gerar uma rejeição por parte dos que ali estão inseridos, havendo a necessidade de uma mudança cultural”, diz a pesquisadora no artigo.

“É natural inicialmente que haja uma resistência ao novo, pois ao entrar em uma organização o funcionário aprende uma rotina de trabalho, que a partir de então considera ser o correto e passa a executar diariamente. Os comunicadores responsáveis pela implantação deverão convencer os membros de uma organização de que fazer diferente o que eles fazem, trará benefícios para eles e para a empresa”, diz a pesquisadora.

As empresas de Itatira também devem investir em inovação para enfrentar a concorrência. “A inovação e qualidade são indispensáveis, para garantir um produto ou serviço que atenda as expectativas dos clientes. O sucesso acima citado venha acontecer é preciso que todos que ali estão inseridos acreditem neste sucesso, assim a mudança de hábitos e atitudes deve acontecer”, diz a pesquisadora.

.

Compartilhar no Facebook
......
.

.
.
.


Recomendado para você

.




.






.






.






.






.






.






.






.






.






.






.






.






.







.






.