.




Foto: Divulgação
                            
.
.

Bebê nasce sem pernas e braços e mãe pede ajuda para criar criança; 'não tenho condições'


Quarta-feira, 11 de janeiro de 2017   As 09:38

Um bebê nasceu sem braços e sem pernas no município de Paramoti, no Ceará. O menino Cauã chegou essa semana no município depois de passar três meses na incubadora do Hospital Maternidade Escola, em Fortaleza. A mãe da criança, Amanda Ferreira Rodrigues, de 20 anos, explica que o bebê, que recebeu o nome de Cauã, precisa de ajuda com alimentos, fraudas e roubas. Na casa de Amanda, na rua Antonio Benedito de Brito, no bairro Arrudas, em Paramoti, os moradores chegam trazendo doações e ajuda para a família. 
.
. .
. .
. .

A família é carente e não tem condições de suprir todas as necessidades do bebê. “Vivo apenas do Bolsa Família e não trabalho”, conta Amanda. O pai do menino, Francisco Flaviano Santos Lopes, também está desempregado. “Preciso de ajudar mais com coisas para ele como fraudas e leite Nestogen 1 porque ele estar precisando”, diz Amanda.

Amanda conta que teve o menino dentro da ambulância quando ia para o hospital. O menino nasceu de sete meses. Após o nascimento da criança, ela lembra que a enfermeira ao trazer o menino para ela ver no hospital trouxe o bebê enrolado em um pano onde era visível somente o rosto do seu filho. “Até o nascimento eu não sabia que o Cauã tinha nascido sem braços e sem pernas”, lembra Amanda.

A mãe do bebê conta que so ficou sabendo da deformidade no corpo do bebê depois. “Trouxeram uma psicóloga para conversar comigo e explicar que o meu filho tinha nascido com deformidade. Somente ai foi quando me deixaram ver que ele não tinha realmente os braços e nem as pernas”, conta Amanda. Desde então o bebê ficou na incubadora do Hospital Maternidade Escola, em Fortaleza.

Ela conta que nem as enfermeiras de Paramoti sabiam que havia no município uma criança nestas condições. “So quando nós chegamos em Paramoti essa semana foi que muita gente ficou sabendo que o bebê havia nascido assim”, diz Amanda.

O menino Cauã ficará fazendo acompanhamento no Hospital Maternidade Escola, em Fortaleza. Uma campanha estar sendo feita em Paramoti para arrecadar doações ao menino. Dasdore Sousa, que é amiga e vizinha do bebê, iniciou uma campanha nas redes sociais. “É muito triste uma situação dessa. A gente ver uma mãe nestas condições precisando de ajuda e por isso decidimos fazer a campanha”, conta Dasdore.

Amigos pedem que os internautas compartilhem a imagem do Cauã para ajudar na campanha pelas redes sociais.
.

Compartilhar no Facebook
......
.




.
.





.
.






.
.





.
.






.
.






.
.







.
.





.
.






.
.







.
.







.
.





.
.






.
.






.
.









.
.