.




EM ALTA  ULTIMAS NOTÍCIAS .VIDEOS SHOPPING MAIS
. .





Foto: Divulgação
                       
.
.

Homem invade casa em Santa Quitéria, mata cachorro e crime comove comunidade


Segunda-feira, 26 de novembro de 2018
  Atualização: 04:38

Um homem invadiu uma casa em Santa Quitéria, no interior do Ceará, neste final de semana e matou um cachorro. A cena de barbárie ocorreu em um pequeno distrito da zona rural de Santa Quitéria, que tem o nome de Lisieux, e que fica próximo a divisa com o município de Forquilha, no interior do Estado. A morte do cão, que tinha o nome de Guerreiro, deixou todos os moradores da comunidade chocados com tanta crueldade e também os habitantes de todo o município de Santa Quitéria já que o assassinato do cachorro foi rapidamente espalhado ai pelas redes sociais comovendo várias pessoas.
.
. .
. .
. .

Na noite de sábado (24), um homem teria invadido o quintal de uma casa no povoado de Lisieux e asfixiado o Guerreiro. O cão teve o pescoço sufocado até morrer. Pessoas que estavam no momento viram quando um morador da comunidade pulou os muros da residência. Na manhã deste domingo (25), os donos do cachorro perceberam o animal morto no quintal. A proprietária da casa onde o animal foi morto é uma senhora conhecida na comunidade como “dona Edite” e o filho dela, o Ari, era o dono do Guerreiro. Eles estão bastante abalados com a morte deste animal que era como se fosse um membro da família.

A policia de Santa Quitéria foi até a comunidade de Lisieux e ainda neste domingo (25) os policiais encontraram um suspeito que foi apontado como tendo cometido este crime. Ele foi levado até Delegacia Regional de Canindé, que abrange vários municípios daqui da região, onde prestou depoimento. Lá ele negou que tivesse matado o animal. Depois que foi ouvido, o suspeito foi liberado.

No Brasil, maltratar animais de qualquer espécie é considerado crime, com pena de três meses a um ano de prisão e multa. Além da violência física, são considerados maus tratos contra os animais: o abandono em via pública; mantê-lo permanentemente acorrentado; não abrigar do sol e da chuva; mantê-lo em local pequeno, não higiênico ou sem ventilação adequada; não alimentar diariamente; negar assistência ao ferido; obrigar o animal a trabalho excessivo, dentre outros maus tratos.  

.

Compartilhar no Facebook
......
.



 SHOPPING
.
.
Publicidade . Publicidade
.
.





Publicidade . Publicidade
.
.






Publicidade . Publicidade
.
.





Publicidade . Publicidade
.
.






Publicidade . Publicidade
.
.






Publicidade . Publicidade
.
.







Publicidade . Publicidade
.
.





Publicidade . Publicidade
.
.






Publicidade . Publicidade
.
.







Publicidade . Publicidade
.
.







Publicidade . Publicidade
.
.





Publicidade . Publicidade
.
.






Publicidade . Publicidade
.
.






Publicidade . Publicidade
.
.









Publicidade . Publicidade
.
.