Itatira MORTES AUMENTAM

Mortes por Covid-19 aumentam em Itatira; já são 8 itatirenses que perderam a vida

Quatro pessoas desenvolveram a forma grave do vírus e estão internadas em hospitais lutando pela vida.

06/06/2020 19h52 Atualizada há 1 mês
Por: Itatira NEWS

Aumenta o número de mortes provocadas por coronavírus no município de Itatira. Já são 8 itatirenses que perderam a vida por conta do Covid-19. Seis mortes são apenas no distrito de Lagoa do Mato, o mais populoso do municipio. O número de infectados também aumentou para 309 pessoas. Quatro pessoas desenvolveram a forma grave do vírus e estão internadas em hospitais lutando pela vida. Apesar do município de Boa Viagem ter mais que o dobro da população de Itatira e ficar nas margens da BR-020, Boa Viagem vem registrando menos casos que o município de Itatira. O município de Boa Viagem tem 54 mil habitantes e tem 55 infectados. Itatira tem apenas 21 mil habitantes, mas já passou dos 300 infectados.

No município de Itatira moradores reclamam que a população não estar respeitando o decreto de “lockdown” e cobram aplicação de multas para inibir as pessoas de desobedecerem o decreto. O municipio de Boa Viagem aplica multa de 100 reais para quem sai de casa sem necessidade e 50 reais para quem não utiliza mascaras. Itatira decidiu não fixar multas para quem desobedecer o decreto. A prefeita de Boa Viagem, Aline Vieira, por exemplo, tem se utilizado do uso de multas para inibir das pessoas de desrespeitarem os decretos assinados por ela. A prefeita de Boa Viagem proibiu, no dia 9 de maio, moradores do município de andarem nas ruas do municipio sem "justificativa essencial". Mas, diferente do município de Itatira, a prefeita de Boa Viagem estabeleceu multa de R$ 100,00 para os moradores que descumprirem o decreto. Aline Vieira também já havia assinado no dia 30 de abril um decreto proibindo as pessoas de andarem sem máscaras nas ruas do município. Mas, diferente também do município de Itatira, a prefeita de Boa Viagem fixou multa de 50 reais para os moradores que descumprirem o decreto.