Itatira ELEIÇÕES 2020

Conheça a história de Zé Dival, candidato a prefeito de Itatira

Zé Dival é um dos principais pré-candidatos para o cargo de prefeito de Itatira nas eleições de 2020.

17/07/2020 02h39 Atualizada há 2 semanas
Por: Itatira NEWS

O candidato a prefeito de Itatira, José Ferreira Mateus, o Zé Dival, concedeu entrevista ao Itatira NEWS e falou sobre sua história de vida. Ele nasceu em 1966 na pequena comunidade de Juá, no interior do municipio de Itatira. Sua mãe, Maria Pires Fereira Mateus, conhecida como Maria Dival, era agricultora e lutou muito para criar os filhos. O pai de Zé Dival, o senhor Antonio Divaldo Mateus, conhecido como Dival, também foi um homem do campo trabalhador. Hoje, o conhecido Zé Dival é um dos principais pré-candidatos para o cargo de prefeito de Itatira nas eleições de 2020.

Mesmo já tendo encerrado o mandato de prefeito, ele as vezes continua exercendo atividades de agricultura. "Eu tenho meu roçado. Esse ano nos plantamos. Quando dar vou trabalhar, ajeitar alguma coisa na agricultura. Gosto da agricultura", disse o ex-prefeito ao Itatira NEWS. O homem que já foi prefeito de Itatira continua morando na comunidade de Meirús e sua casa sempre tem a presença de amigos, vizinhos e de pessoas que vem de longe em busca de ajuda ou simplesmente bater um papo com seu Zé. “Gosto daqui. Esse lugar é onde moro”, diz o ex-prefeito. Ele afirma que o fato dele ser uma pessoa humilde conquista as pessoas. “Eu acho que a minha humildade é um dom de Deus. Eu aprendi a ser humilde com minha família. Tem gente que acha que depois que alugém se torna prefeito ganha loteria. Eu não. Continuo sendo a mesma pessoa de sempre”, disse. “Aprendi a respeitar as pessoas com meus pais. Naquele tempo os filhos tinham mais obediência aos pais e os meus tinham mais autoridade conosco. Agradeço por eles terem me ensinado a ser um homem trabalhador e de bem”, disse. 

Seu Zé conta que passou por muitas dificuldades para estudar quando criança. Seus pais tiveram que contratar professores particulares para ele terminar os estudos na infância. Depois foi estudar na Escola José Paulo de Sousa – CERU, em Lagoa do Mato, onde terminou o ensino fundamental. Em seguida foi concluir o ensino médio na Escola Nazaré Guerra, também no distrito de Lagoa do Mato. “Mesmo eu sendo presidente da Câmara dos Vereadores naquela época fiz questão de terminar meu ensino médio. Ia sempre para a escola, pois fui ensinado e aprendi que educação é algo essencial em nossa vida”, disse. 

Ele lembra de quando decidiu entrar na politica. “Eu vim de uma família muito grande. Em 1996 eu perguntei para alguns parentes se algum deles tinham pretensão de entrar na politica. Eles disseram que não. Ai perguntei também se, caso eu entrasse nesse ramo, eles iriam me apoiar e eles falaram que sim”, lembra. O agricultor gostava muito de futebol e fez muitos amigos durante os jogos se tornando popular entre o povo. “Eu tinha o hábito de jogar bola. Foi ai que comprei um carro. A partir daí quando havia algum torneio ou jogo em uma localidade distante os meus amigos se reuniam comigo e íamos nesse veiculo. Comecei a ficar popular por conta disso. Quando falei que seria candidato a vereador muitos então disseram que iriam me apoiar", diz. 

Em 1996 Zé Dival se candidatou a vereador no mesmo grupo do então prefeito da época Afonso Machado Botelho. “Ganhei com 496 votos”, lembra. Em 2000, o agricultor da pequena comunidade de Meirús se lançou novamente candidato a vereador e conquistou mais uma vez o cargo, apesar de ter dito uma redução no número de votos. “Em 2000 tirei mais pouco votos. Ganhei com 329. Ganhei me arrastando”, diz. Foi nessa época que Zé Dival decidiu passar para o grupo politico de Antonio Almir. “Em 2001 o Almir, que havia ganhado a eleição para prefeito no ano anterior, me chamou e perguntou se eu não queria apoiar os candidatos dele para deputado. Foi ai que passei para o lado do grupo do Almir”, diz. Em 2008 seu Zé já era o candidato indicado por Almir para concorrer as eleições para prefeito. “Eu nunca tive o sonho de ser prefeito. Mas o Almir me disse que eu estava bem nas pesquisas. Numa reunião na Federação [das associações comunitárias do distrito de Lagoa do Mato] ele chegou e simplesmente disse: meu candidato é o Zé Dival e o vice é o Paulo Ruberto. Ai depois disso eu e o Paulo tomamos de conta”, disse Zé Dival.