Itatira AJUDA FEDERAL

Airton Lobo, candidato a prefeito em Itatira, confirma que recebe auxilio emergencial

O nome do candidato aparece em lista divulgada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) de candidatos que recebem o beneficio

09/11/2020 14h53 Atualizada há 6 dias
Por: Itatira NEWS

O candidato a prefeito de Itatira, Airton Lobo, confirmou que recebe o auxilio emergencial do Governo Federal. O nome dele aparece em lista divulgada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) de candidatos que recebem o beneficio e que possuem patrimônio superior a 300 mil reais. Airton Lobo tem patrimônio declarado de 830 mil reais. Em audio divulgado nas redes sociais após a divulgação da lista de que ele recebia o beneficio, Airton afirmou que recebe o beneficio porque tem direito e que o auxilio emergencial “caiu automaticamente”. Depois o candidato voltou atrás e disse que o beneficio não caiu automaticamente e que se equivocou ao dizer que tinha caído automaticamente. Em entrevista ao Itatira NEWS, Airton Lobo disse que tem direito ao beneficio por ser um trabalhador. “Posso sim, eu sou um trabalhador e como todos os outros que tiveram as suas atividades paradas no início da pandemia eu também fiquei. O benefício era justamente para os trabalhadores”, disse. "Eu sou um simples caminhoneiro e por conta da pandemia, também fui prejudicado assim como os outros trabalhadores. Nós caminhoneiros, não temos renda fixa, a gente só recebe se trabalhar. E por ser do grupo de risco por ser idoso fiquei em total isolamento, sendo assim, não pude trabalhar", disse Airton.

Em audio postado nas redes sociais, o candidato a prefeito afirma que o beneficio caiu automaticamente. “Fui cadastrado automaticamente porque é meu direito de trabalhador. E não tinha porque eu não receber o meu direito que sou trabalhador. Eu não tenho porque esconder. O direito é meu. Isso é meu. Eu recebo eu sou trabalhador. Fui cadastrado porque me pediram pra me cadastrar pelo meu direito”, disse o candidato a prefeito. “Um real, 600, 300 é meu. Foi caído automaticamente. Não foi caído como muitos caíram ai não, por esperteza não. A minha resposta é essa. Eu não quero questionar muito não que isso que deixa muito irritado”, disse Airton Lobo. Depois, o candidato informou que o beneficio não caiu automaticamente, que ele mesmo fez o cadastro e que foi aprovado. "Se foi aprovado é porque estava dentro critérios pra receber, tinha direito", disse Airton. 

 

Airton também pediu que ninguém mexesse com ele e senão ia botar a boca no trombone. “Se vocês forem mexer comigo. Se vocês querem assanhar o Airton Lobo. Botar a boca no trombone. Botar tudo que eu tenho pra fora aqui, com prova, vocês vão ouvir quem é que rouba, quem é que tem mansões, quem vive tirando dinheiro do município, quem vive com uns apartamentão, quem vive com as empresas. Passando a mão no que é do município. Vocês não vão me cutucar não que eu tenho muita prova pra escancarar de vocês ai viu”, disse. Na tarde desta segunda-feira (9), o filho do candidato informou que, diferente do pai dele havia dito, o beneficio "não caiu automaticamente" e sim que foi feito o cadastro normalmente. "Foi um equivoco nosso", disse George Lobo, que é filho do candidato e atua na campanha do pai.