O que há de novo ItatiraNEWS.com

Cearense que acreditou ter encontrado a família após 27 anos foi enganado

O homem que fingiu ser irmão dele foi desmascarado.

27/11/2020 20h18 Atualizada há 1 dia
Por: Itatira NEWS

O motorista cearense Antônio Carlos da Silva, que procura sua família biológica há mais de 27 anos, descobriu que foi vítima de uma mentira ao acreditar que havia localizado seus parentes em Pernambuco. O homem que havia se identificado como Clécio e se apresentou como irmão de Carlos revelou que estava mentindo. Deste modo, o cearense continua à procura da família verdadeira.

O homem que fingiu ser irmão dele foi desmascarado pelo amigo do motorista somente três dias depois, quando um dos familiares do suposto irmão afirmou que ele estava mentindo. Ele mandou fotos dos irmãos, disse que já tinha falado para eles que o Carlos estava vivo, depois que viu o panfleto e ligou. Antônio Carlos só soube da verdade na noite de quinta, quando seu amigo que ajuda nas buscas se encontrou pessoalmente com Clécio e estranhou a falta de informações. No terceiro dia de diálogos, Clécio encaminhou as fotos dos supostos irmãos e a avó, mas o rapaz não repassava os contatos dos outros familiares. Foi quando Carlos, o amigo do cearense, procurou por outros contatos de Clécio e descobriu que a história era uma invenção e que as fotos enviadas dos parentes não seriam de familiares verdadeiros do cearense.

Antônio Carlos da Silva fugiu de casa aos cinco anos de idade enquanto o padrasto agredia a mãe. Entrou em um ônibus de terminal rodoviário, adormeceu e só acordou em outra cidade, até ser encaminhado para Fortaleza. Por alguns anos viveu nas ruas da capital cearense e de abrigo em abrigo, até chegar, aos 14 anos, pela Associação O Pequeno Nazareno, que acolhe crianças e adolescentes destituídos do poder familiar em Maranguape, na Região Metropolitana de Fortaleza. Passados 27 anos, procura a família.