Tempo SOL QUENTE

Moradores de Itatira reclamam de calor e altas temperaturas

“Tá mermo que fogo"”, disse uma moradora de Lagoa do Mato.

10/01/2021 16h03 Atualizada há 4 dias
Por: Itatira NEWS

Moradores de Itatira reclamam de calor e altas temperaturas no município. As temperaturas em Itatira estão acima dos 30º, com calor em excesso e altas temperaturas, a sensação térmica aumenta entre os habitantes. “Tá mermo que fogo"”, disse uma moradora do distrito de Lagoa do Mato. O índice de radiação UV (ultravioleta) atinge nível extremo (o maior de todos) no município de Itatira, no Ceará de acordo com previsão do Cptec/Inpe (Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais). As altas taxas de radiação solar também estão elevadas. A previsão é que o tempo permaneça quente pelos próximos meses no municipio de Itatira.

Os moradores de Itatira vêm passando os últimos dias, praguejando contra o calor. O sol está muito quente no municipio. Uma moradora do distrito de Lagoa do Mato disse que nunca viu tanto calor na sua vida. “Não tive um dia sequer de frio. Estou andando com roupas leves, consumindo muito líquido e me sinto torturada por temperatura escaldante”, diz. Todo o municipio vive um período intenso de altas temperaturas, bem como outros municipios do interior do Ceará. Nas regiões mais habitadas essa temperatura pode aumentar. “Está fazendo muito calor, está insuportável do meio dia à 1h da tarde. Esta insuportável, esta fora do limite”, diz. Os especialistas ressaltam a necessidade de hidratação constante e a proteção direta do sol, além do uso de protetores solares.

Os raios UV podem causar sérios danos à saúde, como o envelhecimento precoce, o câncer de pele, problemas oculares e até mesmo alterações no sistema imunológico. Eles são responsáveis também pelas queimaduras. O Índice Ultravioleta (IUV) é uma medida da intensidade da radiação, relevante aos efeitos sobre a pele humana, incidente sobre a superfície da Terra. O IUV representa o valor máximo diário da radiação ultravioleta. Isto é, no período referente ao meio-dia solar, o horário de máxima intensidade de radiação solar. Como a cobertura de nuvens é algo muito dinâmico e variável, o IUV é sempre apresentado para uma condição de céu claro. Isto é, para ausência de nuvens que, na maioria dos casos, representa a máxima intensidade de radiação.

A partir do nível 11 é considerado extremo. Para se proteger, é aconselhado evitar se expor ao sol entre dez da manhã e três da tarde, horário em que o sol é mais forte. Além disso, ao praticar atividades ao ar livre os moradores devem se proteger com chapéus, óculos de sol e aplicar o protetor solar. O protetor solar atua como uma barreira química que absorve os raios UV, impedindo que eles danifiquem a pele. De facto, se a quantidade de radiação ultravioleta exceder os limites a partir dos quais os mecanismos de defesa, inerentes a cada espécie, se tornam ineficazes, poderão ser causados graves danos a nível biológico, facto que também se aplica ao organismo humano e em particular aos órgãos da pele e da visão. Com o intuito de serem evitadas lesões, agudas e crónicas, resultantes da exposição a elevadas níveis de UV, as pessoas deverão limitar a sua exposição à radiação solar adotando medidas de proteção, medidas estas que variam consoante a sensibilidade de cada um à mesma radiação solar.