Regional ItatiraNEWS.com

Afonso Machado defende auxilio emergencial para cidadãos e pequenos empresários

“É o clamor. É a fome. Sem auxilio às necessidades aumentam”, disse o ex-prefeito de Itatira.

27/03/2021 00h09 Atualizada há 1 mês
Por: Itatira NEWS

O ex-prefeito de Itatira, Afonso Machado, defendeu nesta sexta-feira (26) um auxilio emergencial para todos como forma de combater os impactos negativos da pandemia, como o aumento da pobreza. Ele criticou o baixo valor do auxilio emergencial oferecido pelo governo Bolsonaro. “O povo não tem de onde tirar. É obrigação do Governo Federal dar algo mais condizente com às necessidades do povo”, disse o ex-prefeito. “É o clamor. É a fome”, disse. “Sem o auxilio emergencial a pobreza e as necessidades aumentam. Sem socorrer às pequenas empresas isso aumenta ainda mais. É preciso o Governo Federal agir”, disse o pai de Afonso Magno. Ele também destacou que como os trabalhadores são impedidos de trabalhar devido o lockdown é preciso que sejam então dadas condições financeiras aos trabalhadores que estão impedidos de trabalharem. "Eu disse no início da pandemia. Não tem como fazer um lockdown completo porque tem muitas pessoas humildes que não têm como ficar em casa que precisam sair para sustentar suas famílias. Eu sempre disse que o auxílio emergencial para as pessoas que não tinham condições, e dinheiro fardo aos pequenos empreendedores e pequenas empresas, eram uma solução para que eles se mantivessem", disse.

“Isso que devia ser feito. Isso devia ser uma iniciativa do Governo Federal. Aqui no Ceará já se faz muitas coisas, mas o governo estadual não tem como fazer como pode fazer o Governo Federal. As reservas do Governo Federal são enormes", acrescentou. O ex-prefeito também destacou que perdeu amigos e pessoas conhecidas para o coronavírus. "Isso não é brincadeira. Diariamente tenho amigos e conhecidos que morrem. Isso é muito sério", disse o ex-prefeito. “A coisa é mais séria do que vocês pensam”, disse.

Mais lidas