MAIS SAUDE ODONTO EM LAGOA DO MATO, EM ITATIRA
UNOPAR CANINDÉ
Baratão das Frutas
POSTO IPIRANGA SUPER BANNER
PADRÃO NO JORNALISMO

Por que o Itatira NEWS e a mídia profissional não divulgam casos de suicídios?

Norma ética ne imprensa profissional é seguida por grandes veículos de comunicação no mundo.

28/05/2019 16h22
Por: Itatira NEWS

A imprensa profissional não divulga casos de suicidios. O site cumpre uma norma ética que existe em veiculos de imprensa profissional e responsáveis e que é seguida por grandes veiculos de comunicação em todo mundo. Com isso, o site passa a adotar a mesma norma seguida por grandes veículos profissionais de imprensa no mundo que optam em não divulgar casos de suicídios.

O site incentiva e sugere a outros veículos de imprensa do municipio de Itatira e da região que também adotem a mesma norma e parem de divulgar casos de suicídios.

O site tomou a decisão em virtude do fato de que fazer a exposição destes casos fere a ética profissional por violar a intimidade da pessoa e de familiares, além disso estudos comprovam que a exposição de casos de suicidios na mídia incentiva que mais pessoas a cometerem o mesmo ato de tirar a própria vida. Veiculos de imprensa realmente reponsáveis e éticos não divulgam casos de suicidios.

Que eles ocorrem todos os dias, isso é fato. Que a quantidade de pessoas que tiram a própria vida em todo Brasil é altíssima e assustadora, isso já deu pra notar. Entretanto, veiculos de imprensa profissional e responsáveis não divulgam casos de suicidios. Os suicídios são tão abafados pela imprensa profissional que a população chega a esquecer que eles existem. Veículos de imprensa como TV Record, SBT, Rede Globo, Rede TV!, e jornais como Folha de S. Paulo, O Globo, Diário do Nordeste, O Povo, toda a imprensa profissional não noticia casos de pessoas que tiram a própria a vida. Exceto em casos especiais, que envolve celebridades famosas.

No entanto, é a partir daí que surge uma questão que intriga desde sempre quem assiste os grandes veículos de imprensa no Brasil e no mundo: se a imprensa perceptivelmente adora noticiar tragédias e investe pesados nelas tornando-as um verdadeiro espetáculo (tais como assassinatos, roubos, estupros, e acidentes), por que nunca vemos suicídios nos noticiários da grande midia?

O fato de a mídia esconder e não noticiar casos de pessoas que tiraram a própria vida (salvo em casos de personalidades famosas) não acontece por acaso. Além de uma falta de ética, estes grandes veículos de comunicação entendem que podem levar a incentivar uma onda de suicídio em dada região ou localidade, ou mesmo em uma faixa etária ou grupo social. Existem estudos que comprovam o poder da midia em incentivar uma onda de suicidio em uma região.

O primeiro quesito que faz com que a mídia profissional e responsável opte por não divulgar casos de suicídios é a questão ética. O suicídio é posto à margem da ação jornalística por se tratar de um ato extremamente íntimo e individual.

Se os suicídios começassem a ser notícia, a imprensa em sua missão de narrar o fato de forma completa teria que começar a investigar a vida do falecido e expor a vida íntima da pessoa. Algo como "Ele se matou porque foi traído pela esposa", "Ele se matou porque o pai não aceitava que era gay", ou "Ela tirou a própria vida por estar muito endividada", coisa que não seria nada legal para a imagem do falecido e da família expor a vida privada e a intimidade das pessoas. Portanto, existe um certo tipo de convenção profissional quase como um código de ética na imprensa profissional que determina: suicídios não devem ser noticiados pela midia por ferir a ética da familia e da pessoa já falecida.

O segundo quesito que faz com que os grandes jornais não divulguem casos suicidios é para evitar que ocorra uma onda suicidios em massa numa localidade ou numa região, ou até mesmo numa faixa etária ou grupo social. Ao popularizar a prática a midia incentiva que mais pessoas cometam suicídios. Ou seja, mais pessoas verão no suicidio a forma de resolver seus problemas e dificuldades da vida.

Se a midia tem o poder de formar opinião, ela pode sim pode colocar materias sobre pessoas que venceram na vida, exemplos de superação, de vida, reportagens sobre pessoas que superaram desafios e dificuldades e não de pessoas que resolveram seus problemas de vida por meio de suicidio.

Jornalistas profissionais e da grande mídia constatam que tudo o que é veiculado tem um fortíssimo impacto sobre a população. A mensagem transmitida é extremamente assimilada pelos espectadores, que têm a opinião moldada a partir disso - que querendo ou não, acabam absorvendo a opinião do transmissor (no caso, o jornalista).

Veiculos de imprensa divulgam roubos, assassinatos, etc.. Mas já os suicídios são casos à parte, diferenciados. Estudos mostram que quando alguém está deprimido e começa a ver outros casos de suicídio, o mesmo passa a ter mais coragem de realizar o triste ato de dar cabo da própria existência. Publicar casos de suicídios, reportagens romantizadas e sensacionalistas, particularmente sobre pessoas que tiram a própria vida porque tinham dividas, perderam o emprego, terminaram com o namorado, etc, glorificando o falecido e simplificando as razões, todos esses levam a um aumento da taxa de suicídio. São reportagens que podem levar há uma epidemia.

Segundo estes estudos, quando a mídia divulga um caso de suicídio as pessoas podem ver suicídios como fins gloriosos, com a pessoa jovem ou idosa recebendo muita atenção, simpatia e preocupação a nível enorme que ela nunca teve em vida. Ou seja, outro motivo principal dos suicídios não serem divulgados, é que a publicação massiva de notícias de suicídio impulsiona aqueles que já possuem predisposição, ou busquem atenção, carinho ou sofrem com depressão.

Ao optar também por não mais divulgar casos de suicídios, o site quer evitar que ocorra em Itatira e entre os leitores do portal o que estudiosos chamam de “suicídios copiados pela mídia”.

Suicídios copiados são principalmente atribuídos à mídia. Existem estudos que comprovam que ouvir sobre um suicídio parece fazer com que aquelas pessoas que são vulneráveis tenham permissão para tentá-lo. Estudos mostraram ainda que quanto maior a similaridade entre a pessoa do suicídio divulgado pela midia e a pessoa exposta a informação do caso, maior a probabilidade de que o grupo etário ou demográfico morrer por suicídio.

O aumento geralmente acontece apenas em áreas onde a história do suicídio foi altamente divulgada pela midia. Segundo pesquisas, so saber do suicídio de outrem, algumas pessoas decidem que a ação pode ser mais apropriada para elas também, especialmente se o suicídio divulgado na imprensa for de alguém em uma situação similar a delas.

Para citar alguns exemplo, a crescente taxa de suicídios tem demostrado ocorrer após alguns dias de uma reportagem de televisão, de uma matéria no jornal ou site. Estudos no Japão e Alemanha têm replicado achados de um efeito de imitação. Outro estudo austríaco mostrou uma forte correlação entre o número de jornais distribuídos em várias áreas e o número de subsequentes suicídios em cada área depois de uma reportagem na mídia.

Segundo estes mesmos estudos, as maiores taxas de suicídios copiados foram encontradas naquelas com similaridade em raça, idade e gênero com a vítima da reportagem original. Além disso, há evidências de a percepção de que o conteúdo suicida midiático influencia os outros, o que, por sua vez, pode concorrentemente ou adicionalmente influenciar os próprios pensamentos e comportamentos futuros de uma pessoa.

Então imagine: a mídia, que já colabora o exagero e a super exposição de tudo o que acontece de ruim, começar a divulgar todos os casos de suicidios seria como incentivar que mais pessoas que já vivem numa situação vulnerável tirem a propria vida. Os suicídios seriam a gota d'água para começar uma onda de suicidios em massa.

Quem nunca deve problema na vida? A vida é feita de derrotas, de perdas, de dificuldades. Viver é passar por angustias, é chorar é sofrer. Imagine abrir os jornais e verificar todos dias matérias de suicídios com pessoas resolvendo seus problemas de vida tirando a própria vida. Isso criaria um pânico na sociedade incentivando também mais pessoas a buscarem no suicídio a forma de resolver seus problemas.

Além de também estabelecer um clima de caos numa localidade ou em um município, noticiar suicídios freqüentemente poderia até desestabilizar a sociedade como ocorreu com uma grande onda de suicidios em massa na Europa em 1774 num triste episodio conhecido como hoje como "Efeito Werther".

Assim, visando a ética profissional e a responsabilidade jornalistica acima de tudo, o site não noticia casos de suicidios. O site também incentiva e sugere a outros veiculos de imprensa que tomem o mesmo posicionamento visando acima de tudo seguir normas éticas e principios de responsabilidade.

MAIS SAÚDE ODONTO
POSTO IPIRANGA
ANUNCIO MAIS SAÚDE ODONTO
MAIS SAÚDE ODONTO EM ITATIRA
Últimas notícias
POSTO IPIRANGA ANUNCIO
Mais lidas
MAIS SAUDE ODONTO ANUNCIOS