Pedido de ajuda ItatiraNEWS.com

Após matéria do Itatira NEWS, bebê de Itatira consegue vaga em Fortaleza para fazer exames

A vaga surgiu depois que a mãe da menina procurou o Itatira NEWS para denunciar a demora em conseguir a vaga.

09/06/2021 12h46 Atualizada há 2 semanas
Por: Itatira NEWS

Depois de mais de um mês aguardando por uma vaga no Hospital Abert Sabin, em Fortaleza, a bebê de Itatira que está entre a vida e a morte conseguiu uma vaga para realizar os exames no hospital da Capital cearense. A vaga surgiu depois que a mãe da menina procurou o Itatira NEWS para denunciar a demora em conseguir a vaga. A transferência ocorreu nesta quarta-feira (9). A mãe da menina estava aguardando na fila do SUS há mais de um mês para realizar os exames, enquanto que a situação de sua filha só se complicava. A bebê estava na UTI do Hospital Sertão Central, de Quixeramobim, precisando fazer dois exames, mas a família não conseguia vaga pelo SUS e não tinha condições de pagar os exames em clinicas particulares. Foi então que mãe da menina, Erislene Pereira, procurou o Itatira NEWS onde pediu “pelo amor de Deus” ajuda aos internautas para fazer uma ressonância e uma cariótipo na bebê. A reportagem mostrada pelo Itatira NEWS sensibilizou os internautas que começaram uma campanha pela vida da menina. Nesta quarta-feira (9), o Hospital Albert Sabin abriu uma vaga para a pequena Isys.

Devido a demora de mais de um mês pela vaga, a mãe da pequena de Isys, Erislene Pereira, conta que a situação da bebê piorou muito. “Devido o tempo de espera por esta vaga a situação de minha piorou muito. A cabeça dela teve um crescimento devido a água que ta dentro da cabecinha dela. Espero e peço a Deus que ela sobreviva”, disse mãe. A pequena Isys Vitória desde que veio ao mundo está lutando para viver. Sua mãe, Erislene, contou que procurou o posto de saúde do município com dores de parto. De lá foi encaminhada para Canindé, há quase 80 quilômetros de distância, onde os médicos descobriram que ela precisava fazer uma cesariana com urgência. A mãe conta que, naquele dia, não havia no Hospital São Francisco, de Canindé, materiais para realização de cesariana, foi ai que ela foi transferida para um hospital em Quixeramobim, mais distante ainda de Itatira. Quando sua bebê veio ao mundo, no dia 27 de abril de 2021, para tristeza da mãe, sua filha estava morta. Os profissionais de saúde do Hospital do Sertão Central, de Quixeramobim, então tentaram de tudo para reanimar a bebê. Foi então que a menininha voltou à vida. Esta pequena itatirense recebeu o nome de Isys Vitória. Uma vitoriosa, uma pequena guerreira, que lutou pela vida e conseguiu viver. Mas os médicos descobriram que Isys estava com problemas na cabeça, uma condição rara que afeta os bebês. Foi ai que a luta de Erislene começou. Desta vez, para conseguir realizar os exames na pequena Isys Vitória.