Vulnerável PRESOS

Estudantes estupram deficiente mental e divulgam vídeo na internet

O adulto deve ser autuado por estupro de vulnerável, tendo em vista que a mulher sofre de problemas mentais, pegando de 8 a 15 anos de prisão.

15/07/2015 14h41 Atualizada há 3 meses
Por: Itatira NEWS

A Delegacia Regional de Polícia Civil de Icó, em uma troca de informações com o serviço de inteligência da Polícia Civil de Fortaleza, conseguiu localizar e prender um acusado de abuso sexual praticado na rodoviária de Icó. Um estudante de 18 anos foi preso nas proximidades do terminal do Bairro Antonio Bezerra, em Fortaleza. Ele e outros dois adolescentes são acusados de terem abusado sexualmente uma deficiente mental de 55 anos. Ele foi indiciado por estupro de vulnerável e corrupção de menores. O delegado concluiu que o abuso contra a mulher teria acontecido em meio a uma aposta. O estudante maior de idade teria perdido na festa um óculos de um dos colegas e estaria devendo R$ 50 reais a um deles. Como ‘pagamento’ seus dois parceiros exigiram que ele beijasse e acariciasse a doente mental para que a dívida fosse perdoada. O maior de idade aceitou o desafio, beijou, tocou nas partes íntimas e se deitou em cima da mulher enquanto os colegas gravavam tudo. Dois dos suspeitos, que confessaram o crime, são adolescentes, de 16 e 17 anos, que estavam acompanhados do estudante de 18 anos. De acordo com informações da Polícia, ela vaga pelas ruas e, atualmente, é paciente do Centro de Atenção Psicossocial (Caps). O adulto deve ser autuado por estupro de vulnerável, tendo em vista que a mulher sofre de problemas mentais, pegando de 8 a 15 anos de prisão. Os adolescentes responderão por ato infracional, e poderão passar no máximo três anos em reclusão.