Gay HOMOFOBIA

Mulher diz ser serva de Deus e agride homossexual: "viado tem que morrer"

"Eu tenho nojo de viado", afirmou a mulher enquanto batia no rapaz.

29/06/2020 09h27 Atualizada há 2 meses
Por: Itatira NEWS

Uma mulher foi presa por homofobia após agredir um funcionário do Terminal Rodoviário de Lucas do Rio Verde, em Cuiabá, no Estado do Mato Grosso. A mulher, identificada como Rosenete Ribeiro Taques, chegou até a agência para comprar uma passagem. No entanto, o funcionário pediu para que ela aguardasse a sua vez e que não violasse o limite de distância de prevenção ao coronavírus. No entanto, Rosenete acabou se exaltando, começou a xingar o rapaz, que é homossexual. Em vídeo que circula na internet, é possível ver que a mulher agride o funcionário, faz comentários de preconceito e homofobia o rapaz tem que morrer. A mulher passou a fazer ameaças e praticar o crime de injuria, devido a orientação sexual. "Você quer ser mulher? Eu tenho nojo de viado", afirmou a mulher. O vídeo, filmado por passageiros presentes na rodoviária, é possivel ver o homem correndo da mulher e pedindo para ela se afastar várias vezes. "Não vou bater na senhora", diz o rapaz enquanto ela o puxa pela camisa. "Você é homem ou você é viado", pergunta ela. A Polícia Militar foi chamada e prendeu a mulher.