POSTO IPIRANGA SUPER BANNER
VAQUEJADA DE LAGOA DO MATO
UNOPAR CANINDÉ
Baratão das Frutas
MAIS SAUDE ODONTO EM LAGOA DO MATO, EM ITATIRA
MUDANÇA NA FALA

Porque itatirenses voltam de outros Estados com sotaques diferentes?

Muitos itatirenses que passam certo tempo em cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo voltam com sotaque diferente.

22/06/2019 14h04
Por: Itatira NEWS

Muitos itatirenses que passam certo tempo em cidades como Rio de Janeiro ou São Paulo voltam com sotaque diferente. Sotaque é uma maneira particular de determinada pessoa pronunciar determinados palavras. Cada palavra varia conforme uma região. A variação do sotaque não depende apenas da região mas também da forma e condição social em que a pessoa vive. “Esqueci o isqueiro na esquina esquerda da escola”. Difícil não “chiar” nessa frase. Três capitais disputam a liderança de quem fala o "S" mais chiado. O maior número de pessoas falando o “S” chiado está no Rio de Janeiro.  

De cada 100 cariocas, 97 chiam, principalmente quando o “S” está no meio da palavra. Muitos locais do Brasil têm um jeito diferente de pronunciar a letra “R”. Tem o “R” retroflexo, popularmente conhecido como “R” caipira; o “R” carioca, que raspa no fundo da garganta; o “R” gutural, que é mais suave, ouvido em Belo Horizonte e nas capitais do Norte e Nordeste; o “R” pronunciado com a ponta da língua; e o “R” que perde vibração e quase desaparece.

O sotaque, como você já deve saber, está relacionado à nossa fala, ou seja, à maneira como falamos e pronunciamos as palavras. O Brasil é um país com dimensões continentais, somos um povo rico culturalmente, o que se deve à contribuição dos diversos povos que para cá vieram através das correntes imigratórias durante nossa História. Como somos diferentes, apesar de sermos todos brasileiros, é natural que nosso modo de falar as palavras mude conforme a região do país.

Na região Sul, por exemplo, que recebeu grande número de imigrantes italianos, alemães e povos do leste europeu, o português brasileiro sofreu influência dos idiomas falados nesses países não apenas no sotaque, mas também no uso de algumas expressões particulares dessa região. Em São Paulo, cuja imigração italiana foi intensa, o sotaque lembra muito a prosódia (estudo da correta emissão das palavras) do idioma italiano.

No Rio de Janeiro, encontramos o sotaque que mais se assemelha com o sotaque do português de Portugal, já que a cidade foi sede da corte portuguesa entre 1808 e 1821. Na região Norte, que recebeu menos imigrantes em virtude de questões geográficas, o sotaque está mais próximo das línguas indígenas, com as quais o português estabeleceu seu primeiro contato linguístico em terras brasileiras. Muitos estudiosos afirmam que o S chiado (quase um X) dos moradores do Rio de Janeiro nasceu com a transferência da família real portuguesa para a cidade em 1808.

A chegada da corte não só provocou mudanças de costumes como influenciou a fala da população local, produzindo uma versão peculiar da pronúncia lisboeta São Paulo Acredita-se que o R acentuado do interior de São Paulo tem origem no jeito de falar dos índios tupis, assimilado pelos bandeirantes. Essa pronúncia caipira ultrapassou as fronteiras do Estado e também se espalhou pelo sul de Minas e por Goiás.

MAIS SAÚDE ODONTO
POSTO IPIRANGA
ANUNCIO MAIS SAÚDE ODONTO
MAIS SAÚDE ODONTO EM ITATIRA
Últimas notícias
POSTO IPIRANGA ANUNCIO
Mais lidas
MAIS SAUDE ODONTO ANUNCIOS