UNOPAR CANINDÉ
POSTO IPIRANGA SUPER BANNER
Baratão das Frutas
VAQUEJADA DE LAGOA DO MATO
MAIS SAUDE ODONTO EM LAGOA DO MATO, EM ITATIRA
ESTILO

Adolescentes e jovens de Itatira aderem ao estilo de vida "emo"

É facílimo identificar um emo em Itatira, mesmo que você nunca tenha ouvido falar neles. A marca registrada está no cabelo, com franja usada em cima dos olhos, somente de um lado do rosto.

07/07/2019 17h20
Por: Itatira NEWS

É facílimo identificar um emo em Itatira, mesmo que você nunca tenha ouvido falar neles. A marca registrada está no cabelo, com franja usada em cima dos olhos, somente de um lado do rosto. Olhos pintados com lápis preto, cobertos com franjas, adereços como cintos de grandes fivelas e tênis coloridos, além de piercings no rosto e roupas de cor predominantemente escura são alguns dos elementos utilizados pelos emos, que tentam expressar um estilo próprio que se tornou comum em Itatira na última década. A nova tribo de emos está tomando conta das ruas de Itatira.  

Eles têm entre 11 e 18 anos e, nas roupas, são capazes de misturar as botas do punk, o colar de Wilma, a mulher de Fred Flintstone, e uma camiseta com a gatinha Hello Kitty. Eles tão preferência a roupas pretas, podendo utilizar peças de tom claro, porém em sua maioria são tons escuros. Maquiam os olhos com lápis preto, usam franjas caídas no rosto.

Consideram-se pessoas altamente emotivas e sensíveis às letras das músicas de sua preferência, as quais têm como temática a melancolia, a tristeza, problemas que envolvem a temática do amor. Curtem um estilo musical que engloba o som pesado do punk rock com letras que falam do sentimento, emoções, etc., um bom exemplo são as bandas NXZero, Simple Plan, Blink 182, entre outras.

Os emos choram ouvindo músicas que falam de amores perdidos e rejeição dos pais Dar demonstrações explícitas de carinho. Criticam pessoas violentas. Bater é altamente reprovável entre os emos. Escrevem diários, poesias e músicas. Usam roupas que mesclam a rebeldia punk com os ícones infantis. Não curtem drogas e lutam por um mundo sem violência.

Os emos não escondem os sentimentos, expressam abertamente suas emoções. Emos são expansivos. Gostam de trocar elogios, abraços e beijos em público. “As pessoas precisam cada vez mais dizer e ouvir um ‘eu te amo’. De nada vale ser o fortão”, diz um jovem emo de Itatira.

Os emos também preconizam e praticam a tolerância sexual com um estilo de vida sem preconceito. Eles são menos preconceituosos. Meninos e meninas se beijam, se abraçam em público, seja com pessoas do sexo oposto, seja com as do mesmo sexo. Aceitam a opção sexual do outro sem preconceitos.

Outro aspecto curioso no comportamento dos emos está na questão da sexualidade, a qual dentro desses grupos pode se manifestar de várias formas para além da heterossexualidade. Ser gay e lesbica é bastante comum entre os emos. “Gosto de meninas, mas isso não me impede de achar o estilo de outro cara legal’”, diz um itatirense emo que afirma já ter namorado meninos e meninas.

Também há por parte de alguns um certo preconceito contra a tribo emo em Itatira. Não é incomum que os emos sejam insultados por outros jovens. Os emos também afirmam que existem muitos ‘paraguaios’ - gíria usada pela turma para caracterizar aqueles que se fazem passar por emos sem entender nada da cultura. Muitos nem gostam da música.

O gênero emocore nasceu em Washington, na década de 80, para designar bandas que tocavam letras introspectivas, com batida pesada. É uma vertente do hardcore, por sua vez fruto do punk.

MAIS SAÚDE ODONTO
POSTO IPIRANGA
ANUNCIO MAIS SAÚDE ODONTO
MAIS SAÚDE ODONTO EM ITATIRA
Últimas notícias
POSTO IPIRANGA ANUNCIO
Mais lidas
MAIS SAUDE ODONTO ANUNCIOS