MAIS SAUDE ODONTO EM LAGOA DO MATO, EM ITATIRA
UNOPAR CANINDÉ
POSTO IPIRANGA SUPER BANNER
VAQUEJADA DE LAGOA DO MATO
Baratão das Frutas
BARRACAS NO CENTRO

Camelôs lotam ruas em Lagoa do Mato e comerciantes reclamam

Os pedestres e motoristas também reclamam dos transtornos causados no trânsito e os comerciantes da perda de clientes.

12/07/2019 11h12Atualizado há 7 dias
Por: Itatira NEWS

 

As calçadas, ruas, avenidas e praças públicas do Centro da cidade de Lagoa do Mato, em Itatira, estão lotadas de camelôs. Os vendedores ambulantes, que usam energia pública, vendem todo tipo de mercadoria, desde roupas, lanches, brinquedos, panelas, bebidas alcoólicas, e varias bugigangas podem ser encontradas. Comerciantes locais agora dividem espaço com as portas de lojas e as pessoas, que em ziguezague, tentam caminhar em meio a miudezas expostas em caixotes ou suportes de madeiras. Os pedestres e motoristas também reclamam dos transtornos causados no trânsito e os comerciantes da perda de clientes.

Um sentido da avenida Trajano Honorato foi totalmente fechada na altura da Escola Municipal Antonio Honorato até a igreja de Nossa Senhora do Carmo. Outra importante avenida da cidade também deve o trânsito bloqueado por barracas. A avenida Nossa Senhora do Carmo deve também um dos sentidos fechados entre o sindicado dos agricultores até a igreja e depois entre a Escola Estadual Nazaré Guerra até a avenida Trajano Honorato. "Ta muito difícil trafegar aqui pelo Centro", disse um motorista.

Os pedestres também reclamam dos riscos de acidentes pois precisam dividir espaço no meio da rua com carros e motocicletas. “Meu filho quase foi atropelado por uma moto por conta de tantos transtornos. São barracas demais e o transito fica complicado”, disse uma mulher.

Diante da situação, os comerciantes entraram em contato com o site Itatira NEWS reclamando da presença dos vendedores ambulantes. A opinião de que a proliferação de vendedores ambulantes nas portas das lojas atrapalha os negócios é unânime entre os comerciantes, que reclamam e não veem solução para o problema que cresce a cada ano. Um comerciante do Centro do distrito de Lagoa do Mato denunciou a situação que, para ele, afasta a clientela.

"Aqui na loja nós já pedimos, já tentamos conversar, mas não resolve. Isso gera um incomodo tanto para a gente, quanto para os clientes, que tem dificuldade de chegar até o comercio”, conta. “É horrível porque eles não têm lugar fixo para ficar então acabam ficando na frente da nossa vitrine e anulando nossa fachada, assim as pessoas passam despercebidas, não conseguem enxergar os nossos produtos", disse outro comerciante do Centro de Lagoa do Mato ao site Itatira NEWS.

Um outro comerciante afirmou ao site Itatira NEWS que a presença dos ambulantes gera desconforto entre os lojistas e prejudica o negócio. “As vezes é porque vende algo parecido com seu produto, outras porque está na frente da sua loja tampando a visão dos pedestres, cada comerciante tem sua observação, mas a questão é que gera um incomodo geral entre todos nós”, disse o comerciante ao site.

Um dos camelôs admitiu que sobrevive da venda dos produtos e que é assim que sustenta a família. “Fiquei desempregado e esse é meu ganho pão e de minha família. A gente sabe que não é o certo, mas é da onde tiro meu sustento e o da minha família. Vou ficar nesse ramo só até achar outro serviço”, disse o vendedor ambulante ao site Itatira NEWS.

Uma moradora do distrito de Lagoa do Mato defendeu os camelôs. “A verdade é que essas pessoas não têm nenhuma oportunidade de crescer e sair dali e a maioria sustenta suas famílias assim, então é uma questão social bem complicada, precisamos de ações para amparar a todos que ajudam na economia porque eles também consomem nos nossos produtos”, disse uma moradora.

O presidente da CDL de Itatira, Danilo Martins, afirma que a desorganização é falta de planejamento. “Acreditamos que essa desorganização é pela falta de planejamento para o tamanho do evento. Nesse caso teria que ser visto na hora da organização com varios setores da sociedade. Comércios, poder público e a igreja. Ainda tentamos iniciar uma conversa algumas semanas antes da festa, mas infelizmente nada ficou acordado. Esperamos que no próximos anos seja feito com planejamento e assim os comércios e o fluxo de pessoas e automóveis não seja tão prejudicado”, afirmou Danilo em entrevista ao site Itatira NEWS.

 

MAIS SAÚDE ODONTO
ANUNCIO MAIS SAÚDE ODONTO
POSTO IPIRANGA
MAIS SAÚDE ODONTO EM ITATIRA
Últimas notícias
POSTO IPIRANGA ANUNCIO
Mais lidas
MAIS SAUDE ODONTO ANUNCIOS