Itatira FORAGIDO

Acusado de matar pai de vereador em Itatira alegou ser inocente em depoimento

No depoimento prestado na época em que foi preso em junho em 2018, ele alegou que era inocente e que estava sendo vitima de uma injustiça

22/11/2018 17h23 Atualizada há 1 mês
Por: Itatira NEWS

O acusado de matar o pai do vereador de Itatira, Marcelo Enfermeiro, em junho de 2017 na comunidade de São José dos Guerras, na zona rural de Itatira, alegou em depoimento prestado na época em que foi preso em junho em 2018 que é inocente e que estava sendo vitima de uma injustiça. Erialdo de Sousa Silva, o “Novim”, foi preso em junho de 2018 acusado de assassinar o comerciante Ze Bandeira. O comerciante era pai de um vereador daqui de Itatira, o Francisco Marcelio do Vale Alves, conhecido como Marcelo Enfermeiro.

No depoimento que Erialdo de Sousa Silva prestou na delegacia regional de Canindé na época em que foi ele preso, o acusado afirmou que não havia cometido o crime e que queria esclarecer as acusações. Ele contou que quando seu Zé Bandeira foi morto ele tava em casa com sua esposa. O advogado de defesa do acusado, Alvaro Felipe, afirmou ao Itatira NEWS que nas conversas que teve com Erialdo ele atribuiu a acusação contra ele a um engano da comunidade e sempre alegou inocência. O advogado, afirmou ainda que a tese da defesa, que estar sendo feito nos autos do processo que corre na comarca de Itatira, é que não existe nenhuma testemunha ocular do crime e nem provas que apontem que o Novim é realmente o verdadeiro assassino do comerciante.

“Novim” conseguiu escapar da Cadeia Publica no distrito de Lagoa do Mato, em Itatira, onde aguardava julgamento. A fuga ocorreu durante o banho de sol. Segundo nota enviada pela Secretaria da Justiça e Cidadania do Estado do Ceará - Sejus, “Novim” fugir escalando o muro da cadeia. O advogado de defesa do acusado, Alvaro Felipe, afirmou ao Itatira NEWS que não sabia de nenhuma intenção de “Novim” de fugir da prisão e que ficou sabendo da fuga através de familiares do detento. “Se ele tivesse me falado que ia fugir eu teria dito pra ele não fazer isso e ficar lá para provarmos a inocência dele”, disse o advogado. Ainda segundo o advogado, até os familiares de Novim não tinham conhecimento da fuga e ficaram sabendo através de policiais que foram até a residência deles em busca do detento.

Alvaro Felipe também disse ao Itatira NEWS que não teve ainda nenhum contato com o Novim depois da fuga dele e que vai continuar defendendo seu cliente mesmo com ele foragido ou mesmo que ele seja capturado. “Não tive nenhum contato com ele depois que ele fugiu. Vou continuar no caso defendendo ele mesmo estando meu cliente foragido ou caso venha a ser capturado”, disse o advogado.

Ze Bandeira era muito conhecido na região de São José dos Guerras, na zona rural de Itatira. Ele tinha um comercio na localidade. Na manhã do dia 24 de junho de 2017 ele foi encontrado morto em sua residência. Os moveis da casa também estavam revirados como se tivesse ocorrido uma luta dentro da residência. Na época, o crime gerou grande comoção no município de Itatira. Erialdo de Sousa Silva foi apontado como tendo participado do crime e teve a prisão decretada pela justiça. Ele ficou um ano foragido, mas foi capturado em junho de 2018. Ele foi preso no dia 30 de junho por volta de 4 horas da madrugada numa casa numa comunidade de Boa Viagem como Barra dos Moreiras, próximo ao distrito de Ipiranga, na zona rural de Boa Viagem. No momento em que foi preso ele não esposou nenhuma reação. Em novembro de 2018 ele conseguiu escapar da cadeia do distrito de Lagoa do Mato, em Itatira, e desde então está foragido.