Urbano NAS REDES SOCIAIS

Internautas que avisam sobre locais de blitze cometem crime e podem ser punidos

Alguns itatirenses usam aplicativos de mensagens e redes sociais para avisar os locais de blitze.

16/04/2020 18h59
Por: Itatira NEWS

Uma prática comum entre moradores de Itatira de avisar a motoristas sobre locais blitze nas estradas do municipio podem resultar em processo. Alguns itatirenses usam aplicativos de mensagens e redes sociais para avisar os locais de blitze de trânsito em estradas do município, como aquelas realizadas nas rodovias. Os internautas porém podem ser punidos com até cinco anos de cadeia segundo um artigo do Código Penal que pune quem atrapalhar a prestação de um serviço de utilidade pública. Uma mensagem postada no Facebook diz: “CPRV Blitz na área no São Joaquim cuidado!”, diz um internauta na rede social.

Muitos internautas geralmente fazem troca de informações entre os condutores, especialmente os que transitam em vias urbanas da cidade, na BR-020 e nas rodovias. Em outra postagem um internauta adverte: “CPRV próximo ao Barro Vermelho”. Com base no artigo 265 do Código Penal, os internautas podem até mesmo sofrer mandados de busca e apreensão como recolher telefones celulares. Além do artigo que tipifica o crime de atentar contra um serviço público, os motoristas e internautas também podem ser enquadrados por associação criminosa. Para minimizar os efeitos desse tipo de postura, os policiais e agentes de fiscalização estão alternando os locais das blitze nas estradas de Itatira.