Urbano NA PRAIA

Moradores fazem manifestação após corpo com Covid-19 ser enterrado

Os moradores reclamam que não foram informados do sepultamento e decidiram fazer uma manifestação fechando a estrada da cidade.

14/05/2020 18h48 Atualizada há 4 meses
Por: Itatira NEWS

O corpo de um homem infectado por coronavírus foi enterrado em um cemitério no interior do Ceará. O sepultamento provocou revolta dos moradores que decidiram fazer uma manifestação. O corpo foi enterrado nesta quarta-feira (13) no cemitério da praia de Canoa Quebrada, em Aracati. Segundo moradores de Canoa Quebra, o Cemitério Municipal São Pedro, em Aracati, ficou lotado e por isso o corpo foi enterrado no cemitério de Canoa Quebrada. Os funcionários da funerária estavam equipados com máscaras, macacões e protetores faciais. Os moradores reclamam que não foram informados do sepultamento e decidiram fazer uma manifestação fechando a estrada da cidade. O protesto foi contra a falta de informação da prefeitura e também contra a precariedade do cemitério de Canoa Quebrada. A manifestação fechando a estrada seguiu até a manhã desta quinta-feira (14).

Em última postagem no Facebook, a prefeitura de Aracati informou o falecimento da terceira vítima de coronavírus da cidade, um paciente de 76 anos. Segundo a prefeitura de Aracati o enterro ocorreu na manhã do dia 13 de maio, de um paciente falecido, vítima de Covid-19, que não tinha família e residia em um abrigo. Segundo a prefeitura, ele foi enterrado com todos os cuidados indicados nas diretrizes do Ministério da Saúde. Ainda segundo a prefeitura, o Cemitério de Aracati não lotou. “Foi apenas uma decisão administrativa enterrar a vítima em Canoa Quebrada. Com a notícia do enterro, um grupo de pessoas foi protestar, alegando que ele não deveria ser enterrado naquele cemitério por não ser de lá. Vale lembrar que Canoa Quebrada não é outra cidade, e sim parte de Aracati. A questão já foi explicada e estamos atentos para evitar que algo semelhante venha a ocorrer", disse a prefeitura em nota divulgada a imprensa.

 “A Prefeitura lamenta informar o falecimento da terceira vítima de Covid-19, em nosso município. Trata-se de um paciente de 76 anos, morador do abrigo Casa de Recuperação Crer, conveniado da Prefeitura. O Paciente realizou o teste para Covid-19, tipo Swab, da Secretaria da Saúde do Estado, com coleta no HMED dia 30/04, que apontou resultado negativo em 05/05. Na segunda-feira, 11/5, ele retornou ao HMED com problemas respiratórios. Foi feito um teste rápido, adquirido pela Prefeitura do Aracati, que desta vez acusou positivo. O vírus evoluiu rapidamente, possivelmente devido às comorbidades do paciente, e ele veio a falecer”, disse a prefeitura em nota.

“O paciente ficou isolado desde o início dos sintomas em 30/4. Todos os outros moradores e funcionários do abrigo já realizaram os testes rápidos sendo todos negativos. A prefeitura aproveita para informar que, de acordo com nova portaria do Ministério da Saúde, a partir da data de hoje, 13/05, todos os testes rápidos que são certificados pela Anvisa, como é o caso dos adquiridos pela Prefeitura do Aracati, serão imediatamente oficializados em caso de positivo, não tendo mais a necessidade de refazer o teste tipo Swab, como era a determinação anterior. Amanhã, dia 14/5, serão compilados os dados dos testes rápidos feitos pela Secretaria de Saúde do Aracati e os casos positivos serão adicionados aos números oficiais, como determina a nova portaria", disse a prefeitura em nota. 

 

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) informou que foi instaurada um procedimento extrajudicial para apurar as informações. "Posteriormente, será expedido um ofício ao Município com um prazo pra prestar esclarecimentos sobre o caso. A partir disso a Promotoria responsável vai analisar. Ressaltamos também que os canais de denúncia relacionados à Covid-19 estão à disposição da população pelo e-mail [email protected] e para a Promotoria pelo e-mail [email protected]", afirmou o Ministério Público.